Efeitos do selênio no cérebro

Os efeitos do selênio no cérebro vão desde o humor até a proteção contra doenças neurodegenerativas.

O selênio é um mineral essencial que, embora necessário em pequenas quantidades, desempenha um papel crucial em diversas funções biológicas. Conhecido principalmente por suas propriedades antioxidantes e seu impacto positivo no sistema imunológico, o selênio também é fundamental para a saúde do cérebro.

Estudos recentes têm mostrado que este micronutriente pode influenciar significativamente a função cognitiva, o humor e até a proteção contra doenças neurodegenerativas. Neste artigo, você vai ler:

Benefícios do selênio para a saúde

O selênio é um mineral essencial para o corpo humano, desempenhando diversos papéis fundamentais na manutenção da saúde.

Ele é um componente crucial de enzimas antioxidantes, como a glutationa peroxidase, que ajudam a proteger as células contra os danos oxidativos causados pelos radicais livres. Esse efeito antioxidante é importante para prevenir doenças crônicas, como doenças cardíacas e câncer.

Além disso, o selênio desempenha um papel vital no funcionamento do sistema imunológico. Ele ajuda a estimular a produção de glóbulos brancos e a aumentar a resposta imune, tornando o corpo mais eficiente na defesa contra infecções e doenças.

A glândula tireoide contém altas concentrações de selênio, que é necessário para a síntese dos hormônios tireoidianos. Esses hormônios são cruciais para regular o metabolismo, o crescimento e o desenvolvimento. A deficiência de selênio pode levar a disfunções tireoidianas, como o hipotireoidismo.

Ainda, o selênio pode ajudar a reduzir o risco de doenças cardíacas ao diminuir a inflamação e melhorar a função endotelial. Estudos sugerem que níveis adequados de selênio no corpo estão associados a uma menor incidência de doenças cardiovasculares.

Ainda, pesquisas indicam que o selênio pode ter propriedades anticancerígenas, ajudando a prevenir certos tipos de câncer, como o de próstata, pulmão e cólon. O mineral pode influenciar a apoptose (morte celular programada) e inibir a proliferação de células cancerígenas.

Nutrientes para a saúde do cérebro

Manter o cérebro saudável ao longo da vida é essencial para uma boa qualidade de vida. Vários nutrientes desempenham papéis cruciais na função cognitiva e na prevenção de doenças neurodegenerativas. Aqui estão alguns dos principais nutrientes para a saúde do cérebro:

  • Ácidos Graxos Ômega-3: os ácidos graxos ômega-3, especialmente o DHA (ácido docosa-hexaenoico), são essenciais para a estrutura e função das membranas celulares no cérebro. Eles ajudam a reduzir a inflamação e estão associados à melhora da memória e ao menor risco de demência;
  • Antioxidantes: nutrientes como vitamina E, vitamina C e polifenóis ajudam a combater o estresse oxidativo no cérebro. O estresse oxidativo é um fator chave no envelhecimento cerebral e em doenças neurodegenerativas como Alzheimer;
  • Vitamina B12: é fundamental para a formação de mielina, a camada protetora ao redor dos nervos, e para a produção de neurotransmissores. A deficiência de B12 pode levar a problemas cognitivos, como perda de memória e confusão mental;
  • Colina: é essencial para a produção de acetilcolina, um neurotransmissor envolvido na memória e na função muscular. A ingestão adequada de colina está associada a uma melhor saúde cognitiva e a um menor risco de declínio mental;
  • Magnésio: pode ajudar a melhorar a memória e a proteger contra doenças neurodegenerativas, além de reduzir os sintomas de ansiedade e depressão;
  • Zinco: é necessário para a sinalização neural e a função enzimática no cérebro. Ele desempenha um papel na memória e na aprendizagem, e sua deficiência está associada a distúrbios neurológicos.

Incorporar esses nutrientes na dieta diária pode ajudar a promover a saúde cerebral e proteger contra o declínio cognitivo à medida que envelhecemos.

Efeitos do selênio no cérebro

O corpo humano mantém uma hierarquia específica de selênio e o cérebro ocupa uma posição elevada nesta hierarquia, sendo capaz de manter uma expressão relativamente alta de selenoproteínas sob deficiência de selênio. Foi disso que tratou o estudo Selenium at the Neural Barriers: A Review.

Juntamente com a regulação da expressão da selenoproteína, a captação de selênio dependente de SELENOP para o cérebro parece desempenhar um papel importante na manutenção desta hierarquia estrita.

Como proteína transportadora de selênio, o SELENOP contribui significativamente para as vias cerebrais dependentes de selênio, incluindo sinalização redox, dobramento de proteínas, transdução de sinal neuroquímico e montagem do citoesqueleto.

É importante ressaltar que o promotor do gene SELENOP é responsivo às citocinas e, consequentemente, os processos inflamatórios podem afetar a produção de SELENOP pelo fígado, influenciando assim a captação cerebral de selênio.

O selênio da dieta precisa atingir concentrações efetivas no Sistema Nervoso Central (SNC) para exercer sua função vital. Para fazer isso, as espécies selênio precisam cruzar a barreira hematoencefálica (BBB) e/ou a barreira sangue-líquido cefalorraquidiano (BCB).

A principal interface entre a circulação geral do corpo e o compartimento do SNC é a BBB. Para o selênio atravessar as barreiras, bem como a subsequente promoção da atividade antioxidante parece ser dependente da sua forma química.  

O papel neuroprotetor dos compostos de selênio não se esgota com seus efeitos antioxidantes, mas também parece ter um papel na síntese de selenoproteínas, na regulação dos canais de cálcio e na biogênese mitocondrial.

Espécies dietéticas orgânicas de selênio, como os selenoaminoácidos, parecem ser capazes de entrar no cérebro através de transportadores de aminoácidos e, possivelmente, por outras rotas.

LEIA TAMBÉM: A influência do iodo e selênio na saúde da tireoide 

Por fim, são delineadas as perspectivas de investigação do papel do selênio e das selenoproteínas no eixo intestino-cérebro. Você monitora o status de selênio de seus pacientes?

Referência:

Solovyev N, Drobyshev E, Blume B, Michalke B. Selenium at the Neural Barriers: AReview. Front Neurosci. 2021 Feb 5;15:630016. doi: 10.3389/fnins.2021.630016. PMID: 33613188; PMCID: PMC7892976.


Encontre um profissional indicado pela Faculdade Saúde Avançada

As pessoas precisam de profissionais que olhem seus exames pelo valor de referência. Precisam encontrar o profissional que saiba interpretar. Verifique através do mapeamento da Faculdade Saúde Avançada (FSA) onde este especialista está.

CLIQUE AQUI

>>

Acompanhe também: