Tratamento para distensão abdominal

Opções de tratamento para distensão abdominal podem aliviar o desconforto e melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

A distensão abdominal, frequentemente descrita como a sensação de inchaço ou aumento do abdômen, é um problema comum que pode causar desconforto significativo e impactar a qualidade de vida. Seja devido a uma refeição pesada, a intolerâncias alimentares, ou a condições digestivas crônicas, a distensão abdominal pode afetar qualquer pessoa em qualquer momento.

Entender as causas e aprender a manejar os sintomas são passos essenciais para aliviar o desconforto e promover uma digestão saudável. Neste artigo, você vai ler:

O que é distensão abdominal

Distensão abdominal é o termo utilizado para descrever a sensação de aumento de volume ou inchaço na região do abdômen. É um sintoma que comumente coincide com outros distúrbios gastrointestinais funcionais, como dispepsia funcional, síndrome do intestino irritável (SII) e constipação funcional.

Esse fenômeno pode ser percebido de forma visual, com a barriga aparentando estar maior do que o normal, ou apenas como uma sensação interna de pressão ou desconforto. A distensão abdominal pode variar em intensidade, indo de um leve desconforto até uma sensação intensa de plenitude.

Além da sensação física, a distensão abdominal pode causar incômodos adicionais, como a sensação de estar “cheio” ou a necessidade de afrouxar as roupas para aliviar a pressão.

Causas de distensão abdominal

A distensão abdominal pode ser causada por uma variedade de fatores, que vão desde hábitos alimentares até condições médicas mais sérias. Foi disso que tratou o estudo Management of Chronic Abdominal Distension and Bloating.

Supercrescimento bacteriano no intestino delgado (SIBO) e intolerância a carboidratos, como lactose e frutose, são as causas mais comuns. Além disso, intolerâncias alimentares, infecções que perturbam a microbiota intestinal, sensação visceral desordenada, trânsito intestinal retardado ou refluxo viscerossomático anormal são outras causas apontadas na pesquisa.

Ainda, adoçantes artificiais que contêm álcoois de açúcar pouco absorvidos, como sorbitol, manitol, xilitol e glicerol, também promovem a produção de gases.

Aproximadamente 70% dos pacientes considerados com sensibilidade ao glúten não celíaca relatam inchaço. Pacientes com síndrome do intestino irritável (SII), previamente controlados sintomaticamente com uma dieta sem glúten, quando desafiados com glúten por uma semana tiveram inchaço significativamente pior.  

No entanto, o papel do glúten como fonte alimentar de distensão abdominal e outros sintomas gastrointestinais é controverso. As evidências sugerem que frutanos e FODMAPs são mais impactantes.

Tratamento para distensão abdominal

O tratamento da distensão abdominal depende da causa subjacente, pois este sintoma pode ter diversas origens, desde hábitos alimentares até condições médicas mais sérias.

Portanto, o histórico clínico detalhado e o exame físico são essenciais para compreender a causa subjacente dos sintomas. Detalhes sobre o início e o momento do inchaço e da distensão, a relação com alimentos ou evacuações, história cirúrgica e uma revisão cuidadosa de medicamentos, suplementos e hábitos alimentares devem ser obtidos.

As opções terapêuticas incluem mudanças na dieta, probióticos, antibióticos, agentes procinéticos, antiespasmódicos, neuromoduladores e biofeedback.

LEIA TAMBÉM: Efeitos do consumo de eritritol 

O tratamento bem sucedido envolve identificar a etiologia, avaliar a gravidade, educar e tranquilizar os pacientes e definir expectativas. Qual sua conduta nutricional para esses sintomas? Compartilhe conosco. 

Referência:

Lacy BE, Cangemi D, Vazquez-Roque M. Management of Chronic Abdominal Distension and Bloating. Clin Gastroenterol Hepatol. 2021 Feb;19(2):219-231.e1. doi: 10.1016/j.cgh.2020.03.056. Epub 2020 Apr 1. PMID: 32246999.


Encontre um profissional indicado pela Faculdade Saúde Avançada

As pessoas precisam de profissionais que olhem seus exames pelo valor de referência. Precisam encontrar o profissional que saiba interpretar. Verifique através do mapeamento da Faculdade Saúde Avançada (FSA) onde este especialista está.

CLIQUE AQUI

>>

Acompanhe também: